Inglês Jurídico

Objetivo geral

Desenvolver no participante o domínio do vocabulário e expressões mais utilizadas em inglês jurídico; compreender as diferenças e semelhanças existentes entre os sistemas jurídicos e entre funções de diferentes países; observar as diferentes formas de argumentação jurídica no direito internacional; desenvolver competência para se comunicar com outros profissionais do Direito por meio do inglês jurídico; conhecer as diferentes estruturas de contratos internacionais.Público-alvo

servidores públicos, profissionais e estudantes com domínio básico do inglês.Carga Horária

80 horas (oito semanas de duração).Conteúdo programático

Módulo 1 – Inglês jurídico

1.1 Inglês geral x inglês jurídico

1.2 Legal expressions

1.3  Legal expressions for litigation

1.4 Language as a professional tool

1.5 Internations standards

1.6 Legal documents structure

1.7 Preparing and developing an argument

1.8 Legal lectures

1.9 Conhecimento técnico-jurídico

1.10 Falta de termos correspondentes

1.11 Erros comuns de expressões

1.12 Tradução literal: motion, appeal

1.13 Cross-cultural communication

1.14 Praticando

1.15 Comentários do praticando

Módulo 2 – O Ministério Público em países anglos

2.1 Ministério Público no Brasil

2.2 Ministério Público em países anglos

2.3 Estrutura e cargos

2.4 Funções do promotor

2.5 Prosecutor, DA, ADA, Justice Departament etc.

2.6 Attorney general

2.7 Special counsel: cargos e funções

2.8 Quadro comparativo de funções

2.9 Plea bargain e delação premiada

2.10 Turn state's evidence

2.11 Prosecuting Attorney: Job Description

2.12 Praticando

2.13 Comentários do Praticando

Módulo 3 – Sistemas judiciários

3.1 Poder Judiciário brasileiro

3.2 Poder Judiciário norte-americano

3.3 Poder Judiciário internacional

3.4 Federal Court

3.5 State Court

3.6 Appeals Court

3.7 State Supreme Court

3.8 Judge

3.9 Justice

3.10 Chief Justice

3.11 The US court of Appeals for the Second Circuit

3.12 How Does The US Court System Work?

3.13 Comparing Federal & State Courts

3.14 Judicial organization

3.15 Praticando

3.16 Comentários do Praticando

Módulo 4 – Contract Law

4.1 General structure of a contract

4.2 Contractual language

4.3 Drafting contracts

4.4 Contracts and torts

4.5 Contract remedies

4.6 Praticando

4.7 Comentários do Praticando

Módulo 4 – Arbitragem Internacional

4.1 Meios de resolução de conflitos

4.2 Benefícios da arbitragem em relação a um processo judicial

4.3 Vocabulário adequado

4.4 Arbitragem internacional

4.5 Leis, tratados, convenções e instituições

4.6 Cláusula compromissória

4.7 Os árbitros

4.8 Legislação aplicável

4.9 Presunção de validade da sentença

4.10 Recusa de reconhecimento

4.11 Convention on the Recognition and Enforcemente of Foreign Arbitral Awards

4.12 Convenção de Nova Iorque

4.13 Model Request for Arbitration

4.14 Arbitral Institutions for Arbitration

4.14 Legislação brasileira em inglês

4.15 Arbitragem Comercial Internacional

4.16 Praticando

4.17 Comentários do praticando

Módulo 5 – Common Law

5.1 Common Law

5.2 Importância

5.3 Origens

5.4 Stare decisis

5.5 Comparação entre os países da common law

5.6 Solicitor or Barrister?

5.7 The Legal Profession in England

5.8 The University of Law UK

5.9 Formação do advogado americano

5.10 Equity

5.11 Precedent

5.12 Praticando

5.13 Comentários do praticando

Módulo 6 - Common law e civil law

6.1 Civil law

6.2 Direito romano-germânico

6.3 Corpus Juris Civilis

6.4 Código Napoleônico

6.5 Civil law x common law

6.6 Sistemas jurídicos

6.7 Processo

6.8 Desafios da tradução

6.9 Differences between the brazilian and U.S. Legal Systems

6.10 Praticando

6.11 Comentários do praticando

Professor

Bruna Marchi é formada em Direito, pós-graduada em Interpretação de Conferências com atuação nos Estados Unidos e Inglaterra e extensão no curso de Direito norte-americano pelo Summer Institute (Universidade Fordham, Nova Iorque).